RAPAZE: De Seguro Baseado em Utilização para Seguro Baseado em Comportamento.



Nos últimos anos a indústria de seguros sofreu uma invasão de abordagens diferentes na criação de ofertas e, seguramente, a mais importante foi o Seguro Baseado em Utilização (UBI – Usage Based Insurance). Com o UBI, as seguradoras passaram a utilizar dados do carro, moto ou mesmo do imóvel para criar uma oferta “personalizada” para os seus clientes. Sem dúvida um grande avanço mas que não consegue refletir todas as situações de risco porque a tecnologia é baseada apenas nos dados transmitidos pelo automóvel, moto ou outra “coisa” pela internet.


Com a tecnologia disponível nos sensores dos smartphones é possível ir além: Monitorar, em tempo real, o comportamento do segurado e oferecer um seguro baseado no seu comportamento. Isto mesmo Seguro Baseado em Comportamento (UBI – User Behavior Insurance). O mesmo UBI mas com uma capacidade de personalização muito maior da oferta: ao invés de você pagar de acordo com a quantidade utilizada, você paga pela forma como utiliza.


Dois exemplos de utilização abaixo são bastante elucidativos desta situação.


De acordo com o seguro Dpvat, pago em caso de morte ou invalidez, são registrados cerca de 1,3 milhão de acidentes por ano relacionados ao uso do celular. Os dados também mostram que 80% dos motoristas admitem que utilizam o aparelho ou outras tecnologias que geram distração enquanto dirigem. Quem digita mensagem de texto ao volante tem 23 vezes mais chances de sofrer um acidente. Uma ligação aumenta o risco em seis vezes, de acordo com um estudo do Departamento de Transportes dos Estados Unidos.


Imagine a possibilidade de incluir numa apólice a condição de não utilizar o celular quando dirigir e pagar muito menos por isto? Se você não usa o celular quando dirige, não precisa pagar pelo risco daqueles que usam.


Da mesma maneira, está provado que boa parte dos custos de saúde são oriundos de hábitos não saudáveis como o sedentarismo, por exemplo. O IBGE divulgou recentemente o último levantamento sobre a prática de esportes e atividades físicas na população de 15 anos ou mais, apresentando um dado alarmante: mais da metade da população brasileira está sedentária. A Organização Mundial de Saúde aponta que sedentarismo e obesidade estão entre os maiores problemas de saúde pública no mundo. As condições são responsáveis pelo desenvolvimento de diversas doenças graves, que poderiam ser evitados com a adoção de hábitos mais saudáveis. As mudanças incluem a prática regular de atividades físicas.


Imagine a possibilidade de incluir no seu plano de saúde a condição de fazer, pelo menos, uma caminhada de uma hora quatro vezes por semana e pagar menos? Se você faz exercícios físicos diariamente, não precisa pagar por aqueles que não fazem.


É assim que o RAPAZE funciona: como você sabe que tem hábitos diferenciados da maioria da população que contrata um seguro, você escolhe pessoas com hábitos parecidos com os seus, cria um grupo e ganha descontos por fazer parte deste grupo e porque o grupo mantém bons hábitos.


Para saber mais, de uma olhada em www.rapaze.com.br


Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
No tags yet.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 por Bitix